top of page

Mitos sobre Ética e Moral – Parte: 1


Não sei se vocês já perceberam mas, a “Ética” está virando “modinha” no mundo corporativo. A toda hora aparecem “filósofos da UniGoogle” falando sobre Ética nas organizações. Na maioria das vezes estão equivocados nos conceitos e nas abordagens, incluindo aí metodologias bizarras. Pouco falam de Moral e quando falam misturam as coisas. Uma confusão desnecessária. Basta estudar.


Já disse várias vezes em vários textos aqui e no meu site, que o campo da Ética e da Moral é a filosofia. É lá que estes temas nasceram, pelo menos no ocidente, há 2.500 anos com Sócrates, Platão e Aristóteles. Não há como saber os conceitos corretos de Ética e Moral se você não mergulhar na filosofia de cabeça. Os conceitos de Ética e Moral estão imbricados com os demais temas da filosofia (poder, conhecimento etc.) e com vários filósofos nos seus tempos. Sem entender isso e sem entender os problemas que tivemos com Ética e Moral no medievo todo (religião), é muito difícil para alguém, que não estudou com profundidade, falar com propriedade e ajudar a não banalizar algo tão importante para a sociedade.


Pensando em tentar ajudar a elucidar alguns equívocos, vou colocar o que é fruto de mais de 18 anos de estudos de filosofia (licenciatura, pós-graduação e mestrado) e na especialização em Ética e Moral, alguns mitos que encontro no dia a dia nas redes sociais. Para não ficar muito superficial ou longo, vou colocar inicialmente 06 primeiros mitos de uma série de pelo menos 20. Vamos lá!


Mito: 01 – A Ética e Moral são sinônimos.

De forma alguma. Desde o início com Sócrates, Platão e Aristóteles já se buscava a universalidade das definições dos conceitos de ética. Eles falavam em: justiça, bem comum, felicidade etc. No entender deles, já havia a necessidade de emitir juízo de valor que abarcasse mais povos no mundo. Esses juízos deveriam ser comuns entre esses povos. (universal)


Assim a ética veio caminhando para um conceito simples de bem comum com viés universal. Já a moral caminhou para algo cultural e não universal. Na Grécia, nessa época, era comum os efebos (jovens que atingem a puberdade) ter sua vida sexual iniciada por um adulto. Julgar isso do ponto de vista ético não era possível, pois em outros povos essa prática não existia. Já emitir um juízo moral sobre isso, era o adequado, pois somente aqueles que praticavam tais atos, poderiam estabelecer a forma correta de fazê-los.

Com o tempo, se configurou que, as coisas (regras) morais de um grupo de pessoas eram tratadas como uma marca cultural daquele grupo e suscetível de juízo do próprio grupo, não podendo ser julgada por grupos que não compactuavam com aquelas regras.


Trazendo para os dias atuais, é como julgar os Yanomamis que andam nus como sendo antiéticos e/ou imorais. Na verdade, andar nu faz parte da cultura (moral) deles e não devemos emitir nenhum juízo de valor em ralação a isso. Nem mesmo falar em falta de respeito (ética) por eles andaram dessa forma na aldeia deles. Se caso eles tivessem que sair da aldeia para se encontrar com outros seres humanos em outras sociedades, eles deveriam se vestir somente em função do respeito pactuado (se existisse) nesse encontro. O que é basicamente o que eles fazem hoje.


Veja no quadro abaixo as relações entre Ética e Moral:



Mito: 02 – Existe a Ética Empresarial; Ética Médica; Ética no Serviço Público etc.

Uma grande confusão. Se a ética é universal, como falar em Ética Empresarial, Ética Médica, Ética no Serviço Público e assim por diante? É um contrassenso sem tamanho.

O que existe nos estudos da Ética e Moral é a Ética Aplicada a uma determinada atividade. Assim, a forma certa de se referir é: Ética aplicada as organizações, Ética aplicada a saúde, Ética aplicada aos serviços para o público etc.


Quando falamos desse ramo dos estudos da ética e moral (ética aplicada) estamos falando de como aquela aplicação tem sentido para bem comum universal. Qualquer coisa fora disso, estamos na verdade falando de um conjunto de normas e regras (Moral) que devem ser seguidas pelas atividades: empresariais, médicas, públicas etc.


A confusão entre ética e moral só existe por falta de estudos profundos e estruturados que a UniGoogle não oferece.


Mito: 03 – Moralistas são pessoas ruins.

Errado. Moralistas são especialistas em moral. Assim como Eticistas são especialistas em ética.

O sufixo em latim -ista, do grego -istes, é um sufixo formador de adjetivos e substantivos que exprimem a noção de: adepto (ex.: liberalista), ocupação ou ofício (ex.: jurista, jornalista), especialista ou estudioso (ex.: ginecologista, oftalmologista), proveniência ou relação (ex.: sulista) etc.

O que devemos falar para quem “fala” muita regra e não pratica é que a pessoa é um falso moralista. Este é o certo,.


Mito: 04 – É certo falar em Código de Ética.

Muito errado. Como já falei no mito: 02, se a ética é universal, como criar um código de ética para uma determinada profissão, empresa etc.? Não há como.


Embora muito comum ver publicado “código de ética” em todos os lugares, a maioria que faz esses “códigos” são pessoas que passam longe dos conceitos de ética e moral, mas acham mais “bonito” colocar ética no nome do documento normativo.


O que na verdade existe são “Códigos de Conduta ou Códigos Morais”. Trata-se de importante instrumento para estabelecer os limites humanos. Escrevi um livro sobre isso chamado: Código de Conduta e Princípios Éticos. Esse livro procura mostrar como fazer um Código de Conduta que fique vivo na organização, não trazendo para dentro do código as leis existentes no país. Vejo um desperdício enorme criar uma peça que, deveria ser inspiradora, se transformando em um instrumento normativo chato.


Mito: 05 – É importante ter um Comitê de Ética.

Muita calma nessa hora! Atualmente, 99,99% dos Comitês de Ética que eu conheço tratam, exclusivamente, dos aspectos normativos dos desvios de condutas das pessoas nas organizações. Isso não é Ética. Isso, definitivamente, é Moral.


Se dentro da empresa, um colaborador “pegou” uns pacotes de biscoitos que estavam na área do café para aos funcionários, e levou para um menino de rua que estava com fome, e foi denunciado por isso, o que o “Comitê de Ética” vai fazer?


Dependendo do tamanho e cultura da empresa, o colaborador poderá ser apenas advertido, ou até ser demitido e ter que pagar os pacotes dos biscoitos.


É provável que o “Comitê de Ética” passe dias analisando o evento, reunindo os membros, deliberando, alterando os documentos, punindo e outras coisas do gênero. Ou seja, tratando apenas dos aspectos normativos (moral).


Acredito que não gastarão muito tempo para responder: Por que temos crianças passando fome na porta de nossa empresa? (ética)


Mito: 06 – Ranking das empresas mais Éticas.

Só para incautos. Não existe “mais ética”, como não existe uma pessoa “mais” grávida. Ou está grávida ou não está. Ou assume um Postura Ética perante a vida, ou não é ético. Não existe uma pessoa 99,9% ética.

“Mais” é classificado morfologicamente como advérbio de intensidade e transmite ideia de quantidade, sendo usado justamente para intensificar algo. Criar um ranking de empresas “mais éticas” como fazem o Ethisphere Institute (USA), ou a Virtuous Company (BRA) é um desserviço enorme para a compreensão da ética e moral.


Basta ser ético e pronto. Basta agir moralmente e pronto. Todo o resto é resto.

Então, finalizando essa primeira parte dos Mitos sobre Ética e Moral, (semana que vem tem mais) queria dizer apenas que, não banalizem a Ética e a Moral e não criem mitos. Precisamos desses conceitos vivos e de forma correta para que nossa espécie não experimente a verdadeira barbárie. Estamos cada vez mais subindo um degrau para contextos antiéticos, imorais, aéticos e amorais. São caminhos sem volta. No Brasil era difícil ver crianças morrendo nas escolas em função de pessoas doentes e sem valores. Hoje, já acontece com mais frequência. Pergunte-se: Se essas pessoas aprendessem ética e moral desde a infância, será que isso aconteceria?


Exija que a escola dos seus filhos ensine ética e moral de forma estruturada e profunda.

69 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page